Vencedoras mostram otimismo no mercado imobiliária

O setor imobiliário é um dos principais segmentos da economia e também um dos mais sensíveis às oscilações dos cenários econômicos. Depois de amargar dois anos de retração, em 2017 o mercado voltou a respirar e deve encerrar o ano com 10% de aumento em relação a 2016. “Houve um descolamento do problema político da crise econômica propriamente dita e os segmentos como um todo estão dando importantes passos em direção à retomada do crescimento”, explica Leandro Ibagy, diretor da Ibagy Imóveis, sete vezes escolhida como marca preferida dos consumidores da Grande Florianópolis.

“A Ibagy sempre soube preservar sua tradição em 47 anos de história, sem deixar de lado a inovação. A proximidade com os clientes, o respeito e valorização dos colaboradores, além do uso de soluções tecnológicas para garantir maior qualidade ao atendimento, são essenciais para o nosso sucesso”, afirma Luciane Ibagy Búrigo, diretora de marketing. A empresa atua fortemente na área de locação de imóveis comerciais e residenciais na Grande Florianópolis e projeta crescimento de 16% para 2018.

O otimismo do mercado acompanha a expectativa de queda da Selic, a taxa de juros determinada pelo Banco Central, que está no menor nível desde 2013. “A nossa carteira de locação cresce 10% ao ano e conseguimos manter as vendas estáveis mesmo nos períodos mais críticos. Com a retomada gradual da economia em 2018, esperamos voltar a expandir de forma mais acelerada”, aponta Diego Rauber, diretor administrativo da Max Imóveis, que desde 2009 já venceu em sete ocasiões a Pesquisa IMPAR na região da Foz do Itajaí e obteve 21,15% das citações em 2017. “Nunca esquecemos que nosso negócio não é só vender ou alugar imóveis, mas sim, servir pessoas e ajudá-las a realizar seus sonhos. E o resultado do IMPAR é o reconhecimento pelo trabalho realizado”, comemora Rauber.

A Nostra Casa, no meio e extremo Oeste, e Duda Imóveis, no Sul, seguem imbatíveis no ranking de suas regiões. No Vale do Itajaí, a Imobiliária Bardini pelo segundo ano consecutivo foi a mais citada, só que desta vez empatada com a J.Peixer Imobiliária. Já a Anage estreia no ranking como a mais citada no Norte.

Com informações do Anuário IMPAR