Comissão do Senado analisa proposta para ampliar cobertura da telefonia celular

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) analisará projeto de lei do Senado que visa garantir a cobertura do sinal de telefonia celular em 100% dos distritos brasileiros que não são sedes municipais e têm mais de mil habitantes. O texto aguarda a apresentação de emendas na comissão.

O prazo para que as prestadoras de telefonia tornem a cobertura de sinal acessível a essas localidades será de 180 dias, após a aprovação do projeto e publicação no Diário Oficial da União.  O PLS 222/2017 também garante o financiamento da implantação e a operação da infraestrutura para o cumprimento das metas e prazos previstos. Para isso, a proposta autoriza a utilização dos recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust).

O  Fust foi instituído pela Lei nº 9.998, de 17 de agosto de 2000, com a finalidade de proporcionar recursos destinados ao cumprimento das obrigações de universalização de serviços de  telecomunicações. Cabe ao Ministério das Comunicações formular as políticas, as diretrizes gerais e as prioridades que orientam as aplicações do Fust, bem como definir os programas, projetos e atividades financiados com recursos do fundo. Entre 2001 e 2016, o Fust arrecadou mais de R$ 20,5 bilhões, recursos que praticamente não foram utilizados no setor.

Depois de votada na CAE, a proposta seguirá para análise da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT).

Com informações da Agência Senado